Somese tem nova diretoria

Compartilhamento

Após seis anos como presidente da Sociedade Médica de Sergipe (Somese), o cirurgião vascular José Aderval Aragão passa o cargo para o colega, o neurocirurgião e neurologista Hesmoney Ramos de Santa Rosa. Devido a pandemia, a solenidade este ano aconteceu em plataforma virtual. A gestão de Aderval foi marcada principalmente pelo fortalecimento da entidade, atraindo novos associados para a Somese, entidade mais antiga da classe médica sergipana. Tenho muito orgulho de dizer que, durante mais de 10 anos, fiz parte da história da sociedade, como assessora de imprensa, ao lado na radialista Magna Santana.

Projeto Salve
A gestão de Aderval teve muitos feitos, nas áreas associativa e científica, mas também da área social, tanto voltada para a classe médica, mas também para a população em geral. Uma delas foi a criação, em setembro de 2016, do Projeto Salve, cujo objetivo é ensinar leigos a salvarem vidas diante de uma parada cardiorrespiratória. Trata-se de uma parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Sergipe (Samu 192), o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) e a Cooperativa de Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest/SE). Em quatro anos de atividade, mais de 5 mil pessoas já foram habilitadas no Estado.

Manipulação de Alimentos
A Secretaria de Educação do Estado (Seduc) inicia segunda-feira, 26, uma capacitação direcionada às merendeiras e merendeiros das escolas da Rede Pública Estadual de Ensino.
De 26 a 29 de outubro, os profissionais que manipulam alimentos nas unidades circunscritas à Diretoria de Educação de Aracaju e as Diretorias Regionais de Educação 2 e 3, participarão da capacitação ministrada pelos nutricionistas do Departamento de Alimentação Escolar (DAE), via sala virtual. O segundo grupo será capacitado entre os dias 4 e 6 de novembro, tendo como público-alvo as Diretorias Regionais de Educação 4, 5, 7, 8 e 9. As Diretorias Regionais de Educação 1 e 6 foram capacitadas nos meses anteriores também pela equipe de nutricionistas do DAE.

Covid-19
A capacitação faz parte das diretrizes sanitárias e de gestão de pessoas que a Seduc estabeleceu para assegurar um retorno às aulas de maneira segura, neste período de pandemia causada pela Covid-19. Assim, além da capacitação, os merendeiros e merendeiras deverão estar paramentados com equipamentos de proteção individual. De acordo com Esteli Mendonça, chefe do setor de Nutrição do DAE, as capacitações ocorrem anualmente envolvendo todas as merendeiras e merendeiros escolares, um quantitativo aproximado de 1.159 profissionais. Este ano, o retorno das aulas presenciais demandou outro aperfeiçoamento seguindo e fortalecendo os protocolos de segurança no manejo e preparo dos alimentos.

Cirurgia bucomaxilofacial
Na manhã de sexta, 23, a diretoria executiva da Unimed Sergipe recepcionou os cirurgiões bucomaxilofaciais que chegam para cooperar exclusivamente no atendimento de urgência, emergência e eletivo no Hospital Unimed, que é reconhecido pelo atendimento humanizado, profissionais capacitados e protocolos continuamente atualizados para melhor cuidar dos beneficiários. A cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial faz parte do rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), pois é realizada no ambiente hospitalar. Segundo o Colégio Brasileiro de Cirurgia Bucomaxilofacial, as cirurgias de grande porte são realizadas sob anestesia geral e demandam cuidados específicos.