Simpósio discute cuidados e desafios na área oncológica

Canal Viva Bem


Com o tema “Oncologia: cuidados e desafios contínuos”, a clínica Onco Hematos promoveu no sábado, 19, o VI Simpósio de Farmácia e Enfermagem. O evento, que reuniu cerca de 100 pessoas, entre profissionais e estudantes, dentre vários temas, discutiu controle de qualidade na área de manipulação, manejo de toxidade e implicações sociais dos resíduos, além de mesa redonda sobre o “Papel da equipe interdisciplinar no processo de acreditação da clínica”.



De acordo com a enfermeira Renata Bonfim, da comissão organizadora do simpósio, a realização do evento surgiu a partir da necessidade de aprimorar o conhecimento em oncologia. “Sentimos que havia um vazio muito grande nessas duas áreas, no que diz respeito a atualização dos profissionais que atuam no setor oncológico, não só na Onco Hematos, mas do Estado em geral. Chegamos a sexto simpósio, com todas as vagas oferecidas preenchidas”, destaca.



Convidado como palestrante, o farmacêutico Elder Luciano Deodato, falou sobre “Controle de Qualidade na área de manipulação” e sobre “Cuidados na manipulação da BCG”. A também farmacêutica Graziela Gomes B. Moreno, coordenadora central de Farmácia Clínica do Hospital Sírio Libanês (SP) abordou os temas “Farmácia clínica – experiência do Sírio Libanês” e “Desafio profissional em oncologia”.



Para Graziela Moreno, a iniciativa da Onco Hematos em promover o simpósio é de grande importância, principalmente por integrar os profissionais. “O fato de você juntar farmacêuticos e enfermeiros num mesmo evento já demonstra que a empresa tem a preocupação de desenvolver os trabalhos de forma integrada. Isso traz conhecimento para ambos os profissionais, que têm  que conhecer, um o trabalho do outro, para um bom desempenho da equipe”.


A enfermeira do ICESP, Carolina Salema, que falou sobre “Manejo das toxidades pela enfermagem: atualização” e sobre “Pesquisa Clínica”, considerou importante a iniciativa da Onco Hematos na realização do simpósio que proporciona aos profissionais aprimoramento e atualização. “A oncologia está em amplo crescimento e é preciso descentralizar o atendimento das regiões”, disse Salema.



A manipulação e a redução dos resíduos gerados pela clínica, também tem sido uma preocupação constantes da Onco Hematos, que incluiu na programação do simpósio o debate “Resíduos – atualizações e implicações sociais”. O tema foi apresentado aos participantes por Patrícia Ribeiro, da empresa Hlix e consultora do Ministério da Saúde, e por Alexsandro Xavier Bueno, gerente de Vigilância em Saúde Ambiental, da Vigilância Sanitária.



De acordo com Alexsandro Xavier, as empresas da área de saúde que geram resíduos têm que seguir uma série de processos para que seja liberada a licença sanitária. “Para isso é preciso apresentar o plano de gerenciamento de resíduos, a responsabilidade técnica, segregação, acondicionamento e transporte. São itens exigidos pela Vigilância Sanitária para a liberação da licença”, enfatizou.



O evento foi encerrado com uma mesa redonda, formada por profissionais da clínica, que mostraram a importância do trabalho interdisciplinar da equipe no processo de acreditação da Onco Hematos. A clínica foi a primeira do Estado a receber o selo de qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA).



Participaram da mesa o oncologista clínico André Peixoto, a psicóloga Shirley Rocha, a nutricionista Miriam Duarte, a farmacêutica Trícia Coelho e a enfermeira Renata Bonfim. Ao final, a diretora administrativa da clínica, Rossana Sales, agradeceu a presença de todos e informou sobre a realização do próximo simpósio. “No início de 2014 começaremos a preparar o sétimo simpósio, que no próximo ano será realizado no primeiro semestre”.