INCLUSÃO SOCIAL

Canal Viva Bem

Parceria entre Governo e Senac forma mais 446 profissionais


Incluir pelo direito e pela renda. Estas são duas das principais diretrizes do Governo de Sergipe. Uma das formas de alcançar estes objetivos tem sido a geração de renda através da profissionalização. Através da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), o Estado fechou um contrato com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para realizar cursos em diversas comunidades do Estado, formando mais de quatro mil pessoas.

Desde o final de 2008, a Seides e o Senac vem entregando certificados em diversas localidades como o bairro Santa Maria e o conjunto Bugio, em Aracaju, além do município de Santo Amaro. Na última semana, 446 novos profissionais de Japoatã e Nossa Senhora do Socorro receberam seus certificados de cursos como cabeleireiro, eletricista, manicura.

Japoatã

A cidade de Japoatã conta agora com 116 cabeleireiros, manicuras, preparadores de biscoitos, doces e salgados, pães caseiros, bolos e tortas e artesãos de pintura em tecido. São pessoas com a vida transformada, como Rejane Maria de Oliveira Soares, 49 anos.

“Eu sou professora e resolvi aprender pintura em tecido para ter uma renda extra, mas descobri que posso usar este aprendizado em sala de aula. Maus alunos estão gostando”, explicou. “Minha renda em casa já melhorou bastante. Tenho muitas encomendas e estou melhorando a vida de meus dois filhos”, disse Maria das Dores Matias de Oliveira, 34 anos.

Nossa Senhora do Socorro

Os 330 formandos de Nossa Senhora do Socorro receberam seus certificados no auditório da Seides, por conta da reforma do Espaço de Cultura e Convivência Social (ECCOS) do conjunto João Alves, onde realizam suas atividades. “Estamos reformando a unidade para oferecer melhores acomodações aos nossos usuários e montar nossa cozinha comunitária com energia solar, que vai oferecer cem refeições diárias e ainda gerar mão-de-obra e renda para a comunidade”, explicou a secretária de Inclusão Social, Ana Lucia Menezes.

São costureiras, cabeleireiras, eletricistas, artesão de biscuit e pintura em tecidos, preparadores de doces e salgados, pães caseiros, chocolate e biscoitos caseiros, manicuras e pedicuras e agentes de limpeza.

A agora cabeleireira Terezinha Carvalho, 27 anos, já trabalhava como manicura, mas tem o sonho de montar um salão de beleza. “Estou me aperfeiçoando e crescendo para conquistar meu sonho. Agora tenho mais clientes e meu sonho já está próximo”, disse Terezinha.

Maria Arleide Almeida, 43 anos, não perdeu a oportunidade. “Estou ampliando minhas atividades. Já fazia doces e salgados e agora aumentei o cardápio com os pães caseiros”, explicou Maria. “Quem gostou muito foi meu marido, porque estamos melhorando a renda da família”, comemorou.

Para quem acha que a terceira idade é hora de parar de trabalhar, Iranildes Alves dos Santos prova o contrário. “Sou funcionária pública aposentada, mas minha vida não acabou. Como sempre gostei de costurar, resolvi aprender de verdade para poder melhorar minha renda. Estou muito feliz com esta oportunidade que nunca pensei em ter”, disse Iranildes.

Mais certificados

A entrega de certificados continua até o dia 6 de fevereiro.

26 de janeiro – bairro Coqueiral, em Aracaju
27 de janeiro – município de Simão Dias
28 de janeiro – bairro Coroa do Meio, em Aracaju, e município de Barra dos Coqueiros
30 de janeiro – município de Lagarto
3 de fevereiro – povoado Poço dos Bois, em Cedro de São João
6 de fevereiro – cidade de Campo do Brito