EXPLORAÇÃO SEXUAL

Canal Viva Bem

Alunos atendidos pelos programas da Secretaria de Assistência Social de Nossa Senhora do Socorro participaram nesta quarta-feira, 14, do ‘Cine Informação’, em alusão ao “Dia Nacional  Combate ao Abuso e Exploração Sexual”, lembrado no próximo domingo, 18. O evento foi realizado no Centro Cultural Gilson Barreto, na Sede do Município.

O projeto é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com a Secretaria de Assistência Social de Nossa Senhora do Socorro. E tem como objetivo trabalhar a autonomia das crianças e adolescentes para que saibam se defender em caso de abuso.


“Nosso objetivo é assegurar ações preventivas contra o abuso e/ou exploração de crianças e adolescentes fundamentalmente pela educação, sensibilização, e autodefesa para que eles tenham conhecimento de como reagir diante de possíveis situações de violência”, explicou a coordenadora da Proteção Social Especial de Socorro, Isabel Cristina.


Durante o Cine Informação, crianças e adolescentes puderam assistir um filme que transmitiu, de forma lúdica, uma mensagem sobre exploração sexual e informações como denunciar, a exemplo do número do Disque-Denúncia. Além disso, foram realizadas várias atividades educativas com as crianças.


A secretária de Assistência Social, Iara de Oliveira, destacou a importância do projeto diante de tantos casos que acontecem diariamente. “Sou professora e vivemos no cotidiano, problemas sérios de violência sexual contra as crianças, que fazem parte de um grupo tão vulnerável. Fico muito feliz em ver que os governos (Estadual e Municipal) estão levando esse projeto a sério e que, mesmo que não consigamos acabar totalmente com esse problema tão grave que assombra nossas crianças, com certeza vamos diminuir esses índices”, acredita Iara.


A primeira-dama do município, Silvia Fontes, também prestigiou o evento e fez questão de deixar uma mensagem para as crianças. “Peço que vocês prestem muita atenção em tudo que será explicado hoje, e que tenham coragem para não deixar ninguém machucar vocês. Mas, se alguém tentar fazer isso, contem para o papai, a mamãe, ou qualquer outra pessoa que vocês confiem”, aconselhou.


 Silvia também fez questão de ressaltar a importância da participação de todos na realização do projeto. “É de suma importância que todos (governo, prefeitura, projetos sociais, cidadãos) estejam de mãos dadas em combate à violência sexual para que a gente possa explicar a essas crianças como se proteger. Nossa responsabilidade enquanto, cidadã e primeira-dama, é estarmos juntos nesse combate não só à violência, mas também à impunidade. Pois o agressor não é o único culpado, quem omite também está agredindo”, afirmou.


De acordo com o conselheiro tutelar, Luciano de Jesus, é importante que projetos como esse sejam desenvolvidos durante todo o ano.  “A gente sempre frisa para as crianças e os pais que estejam sempre alerta, pois, na maioria dos casos, a pedofilia começa dentro da própria casa dessas crianças. Precisamos ter um papel mais importante e atuante por parte da Justiça, com mais rigor, para que esses abusadores não fiquem soltos por aí. É importante que o evento não seja realizado apenas em alusão ao dia 18 de Maio, mas durante todo o ano, pois orientando eles, estaremos evitando que muitas crianças sejam abusadas”, completou.