Bactéria pode causar mais mortes que Aids, diz estudo

Canal Viva Bem


Uma bactéria resistente aos remédios se propaga mais rápido do que se achava nos Estados Unidos e poderá causar mais mortes que a Aids, segundo um estudo dos CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças).

O micróbio, uma cepa do Staphylococcus aureus resistente aos antibióticos, causa, segundo estimativas, cerca de 94 mil infecções graves por ano e quase 19 mil mortes nos EUA.

Na maioria dos casos, são infecções na corrente sangüínea.

Elizabeth Bancroft, epidemiologista do Departamento de Saúde Pública de Los Angeles, afirma que que se todas as infecções estiverem vinculadas ao Staphylococcus aureus, o total superaria as mortes provocadas pelo vírus da Aids, que em 2005 matou 17.011 pessoas naquele país.

O germe, transmitido por simples contato, transforma as infecções cutâneas menores em problemas graves de saúde.

Há casos de necrose, produzindo uma eliminação do tecido devido à morte celular, de acordo com a pesquisa publicado pela revista “Journal of the Medical Association”.

A infecção pode ser resolvida rapidamente com antibióticos. Mas em alguns casos o micróbio entra nos pulmões e provoca pneumonia ou se estende aos ossos, órgãos vitais e ao sangue.

Ele causa complicações que ameaçam a vida dos pacientes, explicaram fontes médicas.


 


Da Efe
Em Washington