AUTO-ESCOLA PÚBLICA

Canal Viva Bem


Fotos: Alejandro Zambrana


Pessoas com baixa renda têm agora a oportunidade de conseguir sem custos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A Prefeitura de Aracaju inaugurou hoje, segunda-feira, o Centro de Formação de Condutores (CFC) da capital. Candidatos a motoristas poderão fazer exames e participar de aulas práticas e teóricas obrigatórios para obtenção da CNH no Departamento Estadual de Trânsito (Detran).


“Essa escola de condutores é um sonho nosso da Prefeitura, pois permite àquelas pessoas que não dispõem de recursos adquirirem suas carteiras de habilitação. Vamos fazer uma seleção muito rígida para assegurar as vagas para as pessoas que realmente precisem”, afirmou o prefeito Edvaldo Nogueira, que cumprimentou os primeiros 60 alunos que participam da formação, divididos em duas turmas.


O superintendente municipal de Transportes e Trânsito, Antônio Samarone, explicou que a iniciativa tem investimentos próprios da Prefeitura de Aracaju. Segundo ele, dois agentes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) serão designados como monitores exclusivos do CFC e que outros também cumprirão carga-horária na escola. Além disto, dois carros já foram adaptados para as aulas práticas.


Samarone explicou que a gratuidade se estende às taxas obrigatórias. “Na última reunião do Conselho Executivo do Detran, foi aprovada a liberação das taxas cobradas pela instituição para os alunos do CFC municipal, ou seja, criamos todas as condições para oferecermos um curso que a gente pretende ser o melhor de Sergipe. Queremos um curso de qualidade com tudo gratuito, até o material didático”, acrescentou.


Ainda de acordo com Samarone, apesar de a escola inicialmente estar funcionando com duas turmas, a idéia é de se trabalhar com apenas uma turma por mês, com 30 pessoas em cada, primando pela qualidade na formação. Outro detalhe é que pelo menos por enquanto, o foco está centrado na obtenção da CNH categoria ‘B, ou seja, unicamente para carros, mas poderá ser incluída a formação de motociclistas.


Público-alvo


O CFC de Aracaju tem como foco, ser um instrumento de democratização da CNH e por este motivo, é destinado aos participantes do Cadastro Social Único. Para o psicólogo alocado na SMTT, Marco Aurélio, o funcionamento da escola não prejudica as auto-escolas particulares; “O CFC Aracaju vem oferecer à classe menos favorecida a possibilidade de tirar a CNH”, disse.


Cosme Danilo, 24, é lavador de carros desde os 8 anos de idade e mostrou-se muito contente com o curso, que tomou conhecimento através de uma reportagem na TV. “Eu vejo que é uma oportunidade para todos nós, porque se nós conseguirmos passar nas provas. Com a habilitação, vou poder ter uma profissão a mais na carteira de trabalho, como motorista”, comentou.


O guardador de carros Ronilson Santos, 32, trabalha há 11 anos na profissão e tomou conhecimento da escola através de colegas e espera conseguir uma melhor recolocação no mercado de trabalho, uma vez que está buscando qualificação.