Viva Bem entrevista cardiologista Conceição Maciel

Canal Viva Bem

No programa Viva Bem deste sábado, 30, Magna Santana entrevistou a cardiologista Conceição Maciel, que falou sobre doenças cardíacas, tratamento e prevenção. Confira a entrevista: 

Magna Santana: O que seria a dor no coração conhecida como angina?

Conceição Maciel:A angina é uma dor no coração. E o coração realmente dói, pois ele é um músculo, essa dor pode ser um sinal de alerta, uma dor no peito como se estivesse apertando, que pode ficar localizada no peito e pode passar para outras partes do corpo. Pode causar infarto ou outra doença, mas é bom procurar uma assistência médica e não ficar tomando medicação sem saber o que é, pois a causa dessa dor pode ser de outro órgão, apenas uma dor muscular, ou até mesmo uma inflamação no pericárdio.

MS:Das doenças do coração, quais são as mais comuns que chegam aos consultórios? Essas doenças são comuns não só em pessoas de idade, como também em jovens?

CM:De acordo com dados do Data SUS, no Brasil, a doença que está em primeiro lugar são as doenças do coração. E isso é preocupante. Eu já observei que os idosos atualmente estão se cuidando mais, já os jovens não se cuidam tanto, relaxam muito nos hábitos alimentares e acabam gerando fatores de riscos para as doenças cardíacas logo cedo.

MS:Quais os principais fatores de riscos dessas doenças?

Podemos enumerar cinco fatores principais: a pressão arterial elevada, a famosa hipertensão; o diabético, que leva várias alterações para problemas vasculares e nas artérias; o colesterol elevado, que é o colesterol ruim, o LDL, assim como HDL baixo, que é o bom colesterol, ele tem que está alto e não baixo, principalmente nas mulheres, pois o HDL, durante a menopausa, protege das doenças cardiovasculares. Outro fator de risco é a falta de atividades físicas, ou seja, sedentarismo, pois acaba levando a obesidade, o que aumenta o risco dessas doenças, lembrando que a gordura abdominal é um fator de risco para ambos os sexos. O outro fator é a questão hereditária, se tem pessoas na família que já tiveram problemas no coração, relatos de infarto, operação de ponte de safena.

MS:E no caso das crianças?

CM:Tem que se preocupar desde a infância, cuidando da alimentação dos filhos e também estimulando a atividade física para que futuramente não chegue a ter um infarto, pois o infarto não acontece da noite para o dia, é uma doença que é uma gordura acumulada na veia e que futuramente pode levar ao infarto, por isso que a criança não pode comer muitas coisas gorduras, não pode abusar, pois esses adultos jovens que enfartam é por conta dessa alimentação inadequada desde a infância.

MS:Sobre a morte súbita e o infarto fulminante, sente dor ou o coração parou tão rápido que não dá pra sentir nada?

CM:Quando o coração para dormindo não sabe-se dizer se sente dor ou não, porque a pessoa morreu dormindo, o que podemos afirmar é que quando faz o exame de mapeamento da pressão arterial durante 24h percebe-se que mesmo dormindo a pressão da pessoa é alta e pode causar um infarto, arritmia ou alguma alteração na pressão arterial durante o sono. Mas é difícil de entender a causa da arritmia.

MS:Porque a hipertensão é mais perigosa?

CM: Hipertensão é mais perigosa porque é silenciosa e só depois de alguns anos ou meses é que percebe que atinge algum órgão, pois a hipertensão altera todo o organismo. Por isso que é importante prevenir para que não chegue a causar um AVC, o Acidente Vascular Cerebral.

MS:E a questão da prevenção dessas doenças?

CM:O eletrocardiograma é importante fazer sempre, principalmente na mulher. O médico é que irá conduzir a melhor forma, mas o segredo geral é fazer atividades físicas por cinco dias, e durante o fim de semana fazer alguma peladinha; possuir alimentações saudáveis, a base de furtas, verduras e legumes; evitar frituras e coisas com calorias e reduzir a quantidade de sal. Outra forma de prevenção essencial é evitar fumar.