Programa Viva Bem entrevista coordenador da Academia da Cidade

Canal Viva Bem

O programa Viva Bem deste sábado, 9, apresentado por Magna Santana na Ilha FM, entrevistou o professor de Educação Física e coordenador do Programa Academia da Cidade da Secretaria Municipal de Saúde, Ivan do Nascimento Soares. O professor destacou a importância da atividade física, deu algumas dicas e esclareceu dúvidas dos ouvintes. O coordenador falou também sobre a Academia da Cidade em Aracaju, que em 2016 completa 12 anos, e que está distribuída em 25 polos. Confira a entrevista.  

Magna Santana:A gente sempre ouve que fazer atividades físicas faz bem. Faz bem mesmo a saúde?

Ivan Soares:Faz muito bem a saúde. A atividade física é o melhor remédio para o corpo. É importante salientar que para começar uma atividade física é necessário que se faça um exame com um profissional médico para identificar se tem alguma dificuldade patológica ou fisiológica, algum problema relacionado ao coração. Caso esse médico libere pra atividade, procura um profissional de Educação Física credenciado para ter a segurança daquela atividade e poder começar a praticá-la.

MS:Então aí um lembrete, não basta simplesmente chegar e se matricular numa academia ou começar por conta própria. Algumas praças já são equipadas com os aparelhos e isso é muito bom, mas não é simplesmente assim. É preciso passar antes por uma orientação médica?

IS:Caso a pessoa venha fazer a atividade aleatória, e ela não saiba que tem algum problema de saúde, esse problema pode se agravar. Então é necessário fazer esse check-up antes com um médico, que vai dar a liberação para o profissional da Educação Física, que tem o conhecimento pra trabalhar em cima da avaliação do médico. E aí é o trabalho com segurança. O profissional da Educação Física precisa disso.

MS:A escolha do local também é importante, em especial no caso das academias. É preciso saber se ela tem um professor de Educação Física para orientar e que solicite esse atestado médico, não é isso?

IS:É importante fazer uma pesquisa de campo em cima de academias, até porque o profissional precisa ser credenciado. Às vezes nós temos profissionais que não têm o credenciamento, não está inscrito no Conselho Regional de Educação Física (Cref), e isso não lhe traz segurança suficiente. Então é bom fazer uma pesquisa, verificar se a academia consta no credenciamento, se ela está certinha para poder fazer uma atividade física ou um exercício físico bastante aproveitável.

MS: Qualquer pessoa pode fazer atividade física? Tem limite de idade ou início de idade pra isso?

IS:Qualquer pessoa pode fazer atividade física. É bom lembrar que atividade física tem que ser levada como uma continuidade, é um investimento a longo prazo. Hoje a gente faz atividade física para futuramente, com a idade, a gente ter uma qualidade de vida melhor. Há uma diferença entre atividade física e exercício físico. Atividade física é toda a atividade que tenha um gasto calórico, por exemplo, uma caminhada, andar de bicicleta, subir escadas, são atividades aleatórias. O exercício físico é uma atividade programada, por exemplo, na academia existe o exercício físico, que é programado para o aluno, há uma série para se cumprir para se chegar a um resultado.

MS:E para as crianças, por que a gente vê os pais colocar os filhos ainda pequenos na natação ou em outras atividades na escola. Lamentavelmente isso vem se perdendo, antes era obrigatório…

IS:Para a criança, exercícios físicos, a exemplo da musculação, eu como profissional não indico até os 11 anos. Eu prefiro indicar uma atividade que ele venha a gostar, como as atividades esportivas. É bom incentivá-la para poder trabalhar toda a questão fisiológica. Mas, para a academia, eu como profissional não me sinto bem confortável de trabalhar com isso. Não é que não possa trabalhar. É possível adaptar a atividade para esse tipo de público, mas para criança, eu prefiro indicar algum esporte que ela sinta-se à vontade. E isso vale também para uma pessoa que tenha uma idade mais elevada. Às vezes a pessoa não se sente bem fazendo uma musculação ou uma caminhada, então é bom todos procurarem um esporte que se sinta bem. O importante é se movimentar.

MS: Uma pessoa idosa pode fazer atividade física? Qual o tipo de atividade física é recomendável para esse público?

IS:O idoso tem que fazer atividade física. Lembrando que é necessário o exame médico pra poder levar para o professor, tem que bater um papo com ele também para sentir segurança de que ele vai fazer os exercícios corretos. A atividade física para o idoso ela vai combater a osteoporose, vai combater a diminuição de pressão e a pressão alta, enfim, é necessário que o idoso faça atividade para o combate de doenças crônicas não transmissíveis.

MS:A Academia da Cidade surgiu com esse propósito. Reduz mesmo o risco dessas doenças, como hipertensão, diabetes? Ela ajuda no combate a essas doenças?

IS:O Programa Academia da Cidade existe há 11 anos, esse ano completa 12 anos, e veio com o objetivo de trazer qualidade de vida para a população aracajuana, por meio da atividade física. Essa qualidade de vida vem no combate a essas doenças crônicas não transmissíveis. Somos sabedores de pesquisa que 72% das mortes de pessoas por doença no Brasil, são causadas por essas doenças crônicas. Um índice muito alto. Aracaju não foge desse parâmetro. A capital sergipana encontra-se com 51,5% da população acima do peso ou sobrepeso. É muita gente precisando de atividade física. É necessário que a gente mobilize todo mundo pra fazer atividade física. Esse é o melhor remédio para a população.

MS:Como faz para participar da Academia da Cidade?

IS:A Academia da Cidade está presente em 25 pontos de Aracaju, da Zona Sul à Zona Norte. Para se inscrever, basta ir a um dos Polos, falar com o professor e fazer a anamnese (perguntas para saber se você está por dentro das suas condições). Caso haja alguma negatividade nas perguntas, a pessoa é encaminhada para a unidade de Saúde mais próxima, uma vez que a Academia da Cidade trabalha em conjunto com as Unidades de Saúde da Família. A unidade de saúde libera e o professor vai fazer todo o planejamento para a pessoa entrar na atividade. Mas qualquer pessoa pode participar, gratuitamente. Basta levar o RG, Cartão do SUS e comprovante de residência para fazer a inscrição.

MS:Algumas pessoas procuram fazer atividade física agora no verão porque extrapolou nas festas de final de ano, aí as academias enchem nessa época do ano. Esse tipo de coisa momentânea dá certo?

IS:Não! Isso é bom frisar bastante, por que a atividade física tem que ser continuada, um investimento a longo prazo. Você tem que fazer atividade física pela vida inteira e focar na saúde. A consequência vai ser um corpo bonito, vai ter uma qualidade de vida melhor futuramente. Essas pessoas que entram agora no verão para ter um corpo bonito não vão chegar ao objetivo, uma vez que o nosso corpo precisa de um tempo para se adaptar e reconhecer que você está em movimento e ele começa a ter as transformações a partir desse tempo.

MS:Então isso é uma coisa gradativa, não é da noite para o dia que você vai ficar com aquele corpo sarado?

IS: O que se tem nas redes sociais, que são pessoas que fazem atividade e têm esse corpo sarado, com certeza já vem de muito tempo. Não é de um dia para o outro. Então essas pessoas (que fazem atividade apenas no verão) podem se prejudicar porque elas querem acompanhar o que uma pessoa já faz há muito tempo. Ela pode se lesionar e essa lesão levar a uma parada do exercício e piorar. É sempre bom começar com atividade, a partir de hoje você já pode começar, ninguém perdeu tempo ainda, sempre há tempo de começar. Lembrando que a atividade não anda sozinha. É necessária uma alimentação saudável. É importante procurar um nutricionista para a alimentação caminhar junto com a atividade.  

MS:Falando sobre as pessoas que querem ter resultados da noite para o dia e utilizam de forma errada os suplementos ou aquelas “bombas”…

IS:Esses tipos de anabolizantes (“bombas”) são proibidos. Nós já temos vários casos de usos de anabolizantes. Eu não aconselho a ninguém. É bem melhor você aceitar como você está e buscar melhorar do que tentar acelerar essa questão do corpo. Hoje em dia há ainda essa preocupação em ter um corpo saudável, um corpo bonito. Mas, a cabeça da população está mudando bastante em relação a isso. Então a atividade física tem que ser voltada para a saúde. O corpo é apenas uma consequência.

MS:Quem nunca fez caminhada deve começar com quantos minutos por dia e quantas vezes por semana?

IS:Eu aconselho a começar por minutos. Pode começar com dez minutos duas vezes na semana, inicialmente, para que não force muito. A partir da segunda semana, pode mudar para três vezes na semana. Na terceira semana aumenta um pouco a quantidade de minutos para 15 e começa a revezar caminhada e uma caminhada mais rápida. Subsequente a isso, nas outras semanas a pessoa já pode ir mudando: caminhada rápida e um trote até chegar a uma corrida. A partir do momento que chegar a uma corrida, aí pode-se trabalhar em cima de quilometragem. Aí você pode fazer isso três vezes na semana ou no tempo que tiver. O importante, volto a frisar, é se movimentar. Mas, o corpo precisa de um tempo para acostumar.   

MS:E quem joga aquela pelada de fim de semana é suficiente?

IS:O futebol de final de semana é bem-vindo. Agora, é necessário ter alguns cuidados. É preciso ver se você tem o condicionamento físico ideal para esse futebol. Seria importante fazer outra atividade no meio da semana, até por que sete dias de descanso o corpo sente no final de semana. Mas, já é alguma coisa, pois não deixa de estar em movimento. Uma atividade é sempre bem-vinda.

MS:Para fazer atividade é preciso uma roupa adequada…

IS:A roupa é essencial. Ela tem que ser o mais leve possível, tanto para a corrida quanto para uma atividade mais intensa, como o cross fit. O ideal seria uma roupa leve, um short, um tênis que esteja apto à sua pisada. Também é importante se hidratar, esse é o mais importante, as pessoas não podem esquecer. A água é importante, principalmente nesse verão que está muito calor, e a atividade anda em conjunto com esse benefício.